domingo, 30 de janeiro de 2011

Visão Crítica

Eu não sabia disso. Até lepra em Angola tem. Já não bastasse o fato de sermos um povo de doentes caraterizados por doenças como o paludismo e a cólera. Agora dizem também que somos um povo de leprosos.


O pior é que quem se assusta diante disso é tido como maluco, delirante, acusador mal educado. A notícia foram eles mesmo que deram, ou melhor, o comitê de mais alto poder de bajulação que existe nesse país: imprensa pública e assessores. Eles se esquecem que tudo que anunciam -mazelas e desgraças-, mesmo quando não é a intenção, pode ir contra o monarca a quem tanto reverenciam.

Nesses anúncios e notícias, vindo daqueles canais, que todos já soubemos, só falta a visão crítica, sempre coibida pelo medo e a covardia de perderem privilégios.

Quem diria! A tese marxista é infalível: “Qual quer revolução ao longo dos tempos cria os seus reacionários”. Esta revolução aí, a proclamada em 11 de Novembro de 1975, não precisou ir ou chegar muito longe. A proposito, ela não só criou os vermes que hoje temos por aí encobrindo a corrupção. Ela se declarou a si mesma como reacionária antes mesmo que os sinos tocassem por ela.

O badalar dos sinos que enganam milhões de angolanos, o eco confuso produzido por aquele material estrondoso e timonado por essa corja de corruptos deve também ser denunciado aqui na internet.

Aqui no club-k!

Nelo de Carvalho
http://www.blogdonelodecarvalho.blogspot.com/
nelo6@msn.com

Nenhum comentário: