http://www.diariodocentrodomundo.com.br/

http://www.tijolaco.com.br

0

SIGNIFICADO DA FAMÍLIA MPLA



Numa Angola com mais de 20 ou 30 grupos étnicos, vítimas do colonialismo -vários grupos raciais-, já temos divisões demais para agora dividirmos o país em partidos políticos.

Por isso a família MPLA é a entidade mais reacionária que temos hoje, é uma seita de agentes políticos criminosos, é uma máfia que tomou o controle do país.

A família MPLA é antítese daquilo que Angola hoje precisa para o seu desenvolvimento, é a própria desorganização, quando não for corrupção.


É sim uma família, uma gangue de mafiosos, que precisam ser combatidos, levados à justiça, mas antes de tudo isso, serem penalizados pela vontade popular.

Vamos sim combater a família MPLA, é a família da maldição!

Que o teu voto seja o julgamento contra essa família de bandidos.

Não precisamos ter medo de nenhuma família, ao contrário, precisamos de um Estado forte que nos respeite a todos nós como Angolanos; precisamos da justiça, dos tribunais, dos juízes honestos e decentes, precisamos das instituições que funcionem em nome de todos os Angolanos.

Chega de bandidos!

Nelo de Carvalho


0

VOTE NA ALTERNATIVA QUE DEFENDA OS TEUS INTERESSES




Interesses matam interesses.

Eu que pobre sou, e há anos que fui abandonado por um partido que tudo prometeu à nação e aos angolanos, mas que ao final não resolveu nada para ninguém ou para os milhões de abandonados, também tenho meus interesses.

E eles são tão legítimos como os interesses do Zenu, da Isabel dos Santos e os interesses do Marcolino Moco.

Não se esqueçam que como o Marcolino Moco, ou quem quer que seja, todos queremos defender os nossos interesses.

Você que é pobre e sem influência para bajular ou ser bajulado vote defendendo também seus interesses.

Vote em uma alternativa que te dê futuro e esperança. Não siga o coração, siga a razão. É esta que tem qualidades e atributos para defender seus interesses.

Faça sim do seu voto uma troca de interesses na medida do possível. Para isso, veja a quantidade de lixo que tem no seu bairro, ou na esquina próxima, que o administrador Municipal ou Governo Municipal vive prometendo que o carro de lixo passará por lá para recolher.

Veja o número de estradas esburacadas na hora que você se dirige ao serviço ou para a Universidade, o preço da gasolina num país que se diz rico em petróleo, pense e analise no número de crianças que ficam sem frequentar as escolas.

Veja como funcionam os hospitais, a falta de médicos nos mesmos, a falta de leitos e medicamentos, a desordem nos estabelecimentos de saúde ( farmácias e postos de saúde).

O melhor mesmo é você parar de votar em símbolos ou direcionar seu voto com relação aos símbolos que existem por aí. Pense que eles não resolvem problemas. Ao contrário, são fontes de muitos problemas que temos.

Se ainda sim for pouco.

Pense como pobre que você é, e há quanto tempo o MPLA dirige esse país.

Pense se tens algo a ganhar, se os mesmos continuarem no poder. As chances de que ganhes algo com essa gente (MPLA) no poder é quase zero. Se é assim então chegou a hora de direcionares seu voto a qualquer alternativa que não seja o MPLA.


Nelo de Carvalho


0

SOBRE STALIN E A PUNIÇÃO ÀQUELES QUE TRAÍRAM A PÁTRIA



Fala-se tanto dessas deportações stalinistas, mas se esquecem que eram pessoas que apoiaram os nazistas, e não passam mais de 100.000.

Ou seja, é como se quisessem nos dizer que Stalin e a União Soviética não tinham direito de se defender dos nazistas.

Em tempos de guerra, uma punição de ser deportado é muito melhor que ser condenado a pena de morte por fuzilamento. Ou não!?

Em qualquer pais civilizado do Mundo, em tempos de Guerra, quem trai a Pátria é condenado à pena de morte, sem o pestanejar das autoridades, esses traidores foram condenados simplesmente à deportação. Possivelmente para não tornarem a se envolver com os inimigos e dar segurança, tanto a eles ( os traidores) quanto aqueles que estavam na frente ou retaguarda combatendo pela Pátria e expulsando o inimigo invasor e estrangeiro. Há mais um detalhe, foram deportados dentro do território nacional, e não além Pátria como se poderia pensar ou imaginar, ou até tentar confundir as pessoas.

Não vejo como uma simples deportação para defender a sociedade de quem apoiava o inimigo estrangeiro pode ser considerada como crimes contra a humanidade. Acreditar nisso é uma tremenda estupidez.

Mas vindo de mentes anticomunistas tudo é possível, até confundir nazismo com o comunismo.

Nelo de Carvalho



0

OS SÍMBOLOS QUE ATERRORIZAM NOSSAS VIDAS



A TV Zimbo agiu bem, o passado não deve ser esquecido, assim como o presente não pode ser engolido de qualquer maneira.

O passado é a guerra imposta pelo terrorismo dos homens de Jonas Savimbi, o presente é a corrupção institucionalizada pelo MPLA de JES. Aquele como este são símbolos que nos aterrorizam.

Fazer recordar o tom da guerra agora e sempre é de mais valia, principalmente, nesse momento. Até porque ninguém quer esquecer os crimes que a Unita cometeu. Recordar o passado, viver a história é evitar que as coisas se repitam.

E isso vale para todos. Até porque é doloroso ver terroristas a governar sem serem nunca julgados pelos crimes que cometeram.

Por outro lado, isso não justifica a permanência no poder de quem rouba e desvia recursos públicos que deveriam servir para melhorar a vida da População.

Por isso, entre a UNITA de passado terrorista e o MPLA com um presente de corrupção, ficamos com a melhor alternativa possível: a CASA-CE.

Tanto a UNITA quanto o MPLA mantém o país na posição em que está, na posição do medo, porque continuamos a sentir o cheiro da pólvora e ouvir os gritos daqueles que foram cravados por balas de ambas as partes.

Por isso, a possível alternativa vem da CASA-CE, esta é parte do contesto angolano melhorado.

O que a TV Zimbo apresentou são as provas das acusações contínuas de ambos os lados ( MPLA e UNITA) que põem novamente o cidadão naquela condição e pergunta: o que faço agora. Por isso, fui sempre a favor da extinção da Unita como Partido Político, hoje, sou a favor da extinção do MPLA como partido. Tudo isso pode parecer impossível. Essa impossibilidade é anulada se encontramos alternativas possíveis. E vem daquilo que os próprios angolanos criaram combinando o passado tenebroso com o presente que insiste em nos fazer sofrer.

Até hoje em Angola vivemos entre dois símbolos, a Unita de Jonas Savimbi com sua carga de criminosos e assassinos; e o MPLA de JES com sua carga de partido corrupto a querer se perpetuar no poder.

É simples: precisamos nos livrar de duas coisas: do medo da guerra, e do medo do presente em sermos dominado pela corrupção. A TV Zimbo esqueceu o último detalhe.

Nelo de Carvalho



0

UMA CRITICA AO KUDURO


Kuduro arte!? .... Perdi a noção do que é arte!



Kuduro para mim, da forma como a vejo aqui no Brasil é diversão bizarra.

O que me envergonha, o que me provoca repugnância - o que me rebaixa como gente e cidadão-, para mim não pode ser vista como arte. E não estou aqui questionando o fato de alguém me dizer como me sinto.

Falo por mim mesmo, falo daquilo que o Kuduro não produz em mim, satisfação, deleite ou uma suposta alegria de viver. Afinal a função da arte é essa, dar vazão a sentimentos verdadeiros, sentimentos que não nos humilham, nem a quem presencia, nem quem execute, no caso a verdadeira arte.

A arte, como tudo que o homem optou em usar para sua sobrevivência, existe para nos superarmos. No kuduro você não se supera, você se entrega ao que todos já sabiam: ao preconceito que transforma o homem africano em um ser sempre em situação de questionamento. Será que ele é, pode?

Como tudo nessa vida, coisas produzem lixo, os homens produzem lixo, qualquer micro ou macro sistema produz lixo.

O kuduro é a produção do que temos aí como sistema. É o resultado da falta de cultura, o resultado do mau aproveitamento do tempo para se estudar; para nos educarmos, instruirmo-nos como gente, homens, pessoas, seres, jovens e mulheres.

O kuduro é o resultado de um fracasso, o fracasso da governação, o fracasso da construção do homem novo que Agostinho Neto depois de 1975 muitas vezes proclamou.

O kuduro é o que temos de "melhor" naquilo que o MPLA soube produzir como resultado da arrogância, resultado da desgovernação, do vampirismo de Estado, da ganancia, do abandono de milhares e milhões de pessoas nesse país.

O kuduro não é o simples refugio dos pobres, ou de alguém que quis fazer da arte um instrumento de desabafo e protesto. Ao contrário, é a promiscuidade buscando um lugar para coabitar onde não devia. É a promiscuidade promovida e catalisada por uma burguesia, com a convicção humilhante de que tudo ou qualquer coisa para aliviar a desgraça de quem é pobre, está valendo.

O kuduro é uma ofensa aos pobres deste país chamado de Angola!

Nelo de Carvalho


0

O GATUNO DO DINHEIRO PÚBLICO E EXPORTADOR DE DIVISAS USA AS CORES DO MPLA



Quem tirou dinheiro de Angola para depositar em Bancos estrangeiros são os generais do MPLA e seus filhos, incluindo os agregados do atual mandatário.

Não é qualquer angolano que tem dinheiro em bancos europeus, e João Lourenço, o Candidato do MPLA, sabe muito bem disso. Por isso, o cinismo empregado por esse ao fazer um suposto pedido de retorno das nossas riquezas pelos saqueadores é de uma ofensa que trata cada um de nós como idiotas descerebrados.

O discurso dos camaradas há anos que mofou. Sair de fininho quando se tenta reconhecer os próprios erros é a estratégia de um partido que agora vive o cenário nacional sem argumentos.

Sem discurso, sem reconhecer suas falhas transformou-se num partido de políticos caça-culpados. Para o MPLA suas falhas, seus atos desastrosos, cruzam-se com os erros dos seus adversários.

Com o João Lourenço batendo com a língua nos dentes, chegamos a conclusão que combater a corrupção em Angola é acabar com o MPLA.

Então, acabem com o MPLA, antes que esse partido acabe com a Nação.

Nelo de Carvalho


0

DESTA VEZ ELA ESTEVE EXCELENTE: NOTA DEZ!



Mel Gamboa afrontou a ignorância e o que não existe: deus! Isso mesmo com letra minúscula.

Deixem a moça em paz.

Não são vocês que defendem um tal retorno às raízes africanas ou o chamado africanismo. Pois, na cultura africana -para quem não sabia- o respeito à mulher é sagrado, e está acima de qualquer religião estrangeira. E se há algo decadente e promiscuo que vai de encontro a africanidade é o cristianismo.

Este não passa de um instrumento colonial misógino e racista.

Quem é patriota, no contexto angolano, e africanista deveria entender isto: que o que temos de mais podre para África Subsariana é o Cristianismo.

Nelo de Carvalho


0

RECADO NORTE-COREANO



A ideia do líder coreano, Kim Jong-un, de atacar a ilha de Guam foi fantástica e estratégica, dá ideia de que quem tem direito de atacar não são só os americanos, qualquer um pode fazer isso como medida preventiva.

Foi muito mais elegante quando ele retirou a ameaça uma semana depois, em que o idiota Trump reconhece que a ameaçada retirada de Kim Jong-un foi uma ideia sábia.

Ou seja, isso elimina as diversas possibilidades de ameaça de a Coreia do Norte ser atacada, como se fosse um país qualquer.

Fica o recado, assim, que a Coreia do Norte é uma Potência que pode igualmente e se dá o direito de a qualquer momento fazer um ataque preventivo a qualquer um de seus inimigos.

E que ataques preventivos ou ameaças não são propriedades de um Império comandado por gente idiotas.

Nelo de Carvalho


0

EU ODEIO O MPLA, E QUÊ?



Na falta de argumentos respeite pelo menos o seu adversário.


Há um argumento velho usado pelos corruptos do MPLA, "se você odeia o MPLA é porque é Kwacha". É um argumento tão sujo quanto a água da bacia que foi usada para lavar a vagina (vulgo cona).

Talvez, esse seja um dos erros que o MPLA deveria corrigir: considerar todo mundo de kwacha, quando os argumentos escasseiam.

Essa é a dica que temos para João Lourenço e companhia, se quiserem governar começando a corrigir erros, comecem mudando o que há de mais velho nesse partido de corruptos e ladrões: tratar todo Mundo de inimigo. Não somos inimigos, somos críticos de um governo, Estado e Partido corrupto.

Quando os argumentos escasseiam os fins se tornam promíscuos, e os meios inadmissíveis, essa é atual situação do MPLA.

Promiscuidade e inadmissibilidade é o conjunto de atos e fatos que agora o MPLA adotou e conquista, respectivamente, para se manter sempre na mesma posição.

Nos últimos anos, a metafísica parece caracterizar o lado podre e bom desse partido, se ainda sobra algo de bom. O mundo real para os militantes do MPLA implica em assumir a maldade como instrumento de conquista.

Assume-se a cegueira e a ignorância como um estado, não a ser superado, mas a ser mantido até que algo seja alcançado, ou melhor, até que as coisas possam se manter como estão.

Quem disse que odiar ou estar contra o MPLA é ser da Unita? Desde quando o ódio e a raiva se justificam, simplesmente, naquilo que o MPLA tem como razão de sua própria existência?

Nelo de Carvalho




0

O JORNALISMO BAJULADOR É PARTE DOS CRIMES QUE SE COMETEM A ESSA NAÇÃO



Do pouco que conheço da arte do Jornalismo e seus princípios, se não é assim, deveria ser:
-Quem opina não tem por que ser isento, a bem da verdade precisa se posicionar;
-Mas quem informa precisa ser imparcial e isento.

Acontece que a informação em Angola é um pacote do MPLA e de quem faz oposição a este.

Todos mentem, todos enganam. Mas a pior mentira é aquela construída com o dinheiro público, o dinheiro de todos nós.

O pior mentiroso é aquele que recebe salário dos nossos bolsos para mentir a todos.

Por isso, a lógica é a seguinte: Jornalista sustentado com dinheiro público para mentir é um criminoso, tão criminosos quanto aqueles que roubam e matam, e que por algum motivo esse jornalismo andou ocultando, omitindo ou protegendo.

Nelo de Carvalho


0

MALANDRAGEM, DESESPERO E GOLPE



Os miseráveis fazedores de cultura se reuniram num teatro para dar apoio a um Partido corrupto. Fazer discurso em língala, numa campanha eleitoral, em território nacional é fazer cultura, ou melhor, é valorizar a cultura nacional?

Eu queria saber a opinião de todos os que participaram naquela reunião, que andaram justificando a participação na mesma de uma suposta confraternização!?

Não é tão difícil entender o desespero do partido no poder, quando este faz uso de instrumentos que a lei poderia considerar crimes.

A aceitação de certas práticas só é possível num ambiente de abuso e dominação.

Se você, um simples cidadão, sente-se à vontade ao aceitar esse tipo imposição, então precisa rever seus valores sobre liberdade e democracia.

Nelo de Carvalho


0

FRAUDE CONTÍNUA E DESCARADA



Numa democracia séria, fazer inauguração de obras ou quaisquer serviços e produtos em tempos de campanha eleitoral, a mando de servidores públicos, caracteriza fraude eleitoral.

Fraude que dá punição, se o Estado não fosse uma instituição corrupta controlado pela gangue mafiosa que aí temos.

Todo bandido no poder sabe bem disso, nem precisa haver uma lei que proíba, é uma questão de princípios e civilidade.

No MPLA, todo aquele que acumulou dinheiro, poder e riqueza ao longo desses anos, deveria estar bem informado disso. Mas a arrogância também cega.


Nelo de Carvalho


0

OPÇÃO ELEITORAL


Para aqueles que vivem me perguntando em que partido eu votaria se estivesse em Luanda, a resposta é: meu voto vai para a CASA-CE.

Aí, vem a segunda pergunta, mas você é militante da casa CASA-CE. Resposta: não sou e nem se precisa ser militante de nenhum partido.

Confesso, a bem da verdade e de todas as minhas convicções, tenho mais simpatia pelo MPLA do que pela CASA-CE. Mas minha convicção também me diz que o MPLA, depois de 42 anos no poder, transformou-se no que temos aí; um partido de gente oportunistas, maldosas, arrogantes e egocêntricas.

O MPLA no poder transformou práticas do mal em virtudes. Por isso, em nome de um passado prefiro ver o MPLA na oposição.É na oposição, hoje, que Angola precisa desse Partido, se a Democracia é verdadeiramente um regime sério em que todos os angolanos optamos em construir, o MPLA pode ser útil na oposição, usando sua experiência.

É de um oportunismo, de matar tudo que respira, quando intelectuais do MPLA ( João de Melo, João Pinto - tradicionais bajuladores- e outros) vêm ao público falar de uma suposta falta de alternativa ao MPLA no ambiente político angolano.

Por que falta de alternativa, desde quando é que o exercício da política e a boa administração do Estado só cabe ao MPLA? Até porque nos 42 anos de governação as falhas protagonizadas pelo partido no poder foram precisamente baseadas em ideias de que o MPLA é o único partido a resolver os problemas do povo angolano. Tudo mentira! Nas condições de Angola, uma nação multifacetada por grupos políticos com interesses divergentes, apresentar-se como único na solução dos problemas gera caos, divergência, violência, e, como não poderia deixar de ser, usa-se a corrupção como atos do governo.

Ser o único partido a solucionar os problemas de Angola, no ambiente mwangolé de sermos, é ser corrupto. É protagonizar desmandos na hora de governar. É inculcar o apartheid e a separação. É discriminar a mulher, o homem por ser branco, negro ou mulato. Enfim, é tudo menos governar para todos.

Ver o MPLA na oposição é dar esperança a milhões de angolanos que à medida que o tempo foi e vai passando já não se revêm no MPLA e desconfiam das promessas dos seus dirigentes. E esse fenômeno é cada vez maior.

Eu voto na CASA-CE. Não porque esse partido é o melhor dos partidos, mas é precisamente uma das novidades políticas, que inteligentemente, foi construída por aqueles que se cansaram do trio MPLA, UNITA e FNLA. Um trio que ao longo da nossa história ajudaram a transportar os inúmeros pacotes de maldades que levaram ao inferno e à desgraça milhões de vida de Angolanos.

A CASA-CE como partido ou agremiação política consegue reunir os angolanos numa só ideia; a ideia de democracia em que as leis, a justiça e a meritocracia estão acima de interesses dos projetos individuais.

Ir direito ao assunto e dizer quem é quem nessas eleições é muito importante. Prefiro, prefiro dizer: por enquanto vamos confiar na CASA-CE e depositar nosso voto nesse Partido.

Mas para aqueles que acham que a CASA-CE não merece o voto do cidadão, podem votar em qualquer partido, desde que não seja o MPLA. Ou seja, nessas eleições quem merece ser derrotado é o MPLA.

O Povo Angolano, a sociedade Angolana precisam mostrar ao mundo e a nação em que vivemos que o MPLA merece ser julgado nas urnas com uma derrota.

Nelo de Carvalho


0

AOS IDIOTAS, SE NÃO QUISEREM VOTAR NÃO VOTEM, MAS DEIXEM O POVO VOTAR


Passou a época em que as pessoas deviam e deveriam acreditar nos partidos políticos.

Hoje a descrença é universal e geral. Mas há algo que as pessoas não devem parar de acreditar, é na felicidade.

Assim, você só luta pela felicidade se acreditar nas leis e na justiça ( ou pelo menos no senso de justiça).

O cumprimento das leis e a busca da justiça se faz com o exercício da política. Ao contrário do que muitos imaginam, a política é necessária para se resolver problemas, e dentro da política estão os partidos políticos. Ou seja, fora da política, o que temos é arrogância, violência, gatunagem e a própria corrupção de que tanto se acusa o MPLA.

Eu estou decepcionado com esse tal de Luaty Beirão, na verdade já sabia que ele era um burro, ignorante.Tem mais, um sujeito mimado que acha que todo mundo tem a cor da pele dele.

Nunca ninguém escreveu em algum lugar, em Angola, que os partidos da oposição são melhor que o MPLA, até porque se alguém escreveu, não é verdade.

Eleição não serve só para pormos no poder um partido supostamente melhor que o outro, tirar o que está ruim para pôr o que supostamente vai ser melhor. As eleições constituem também o instrumento de luta para fazermos com que os políticos não se acomodem, sem pretensão de esperarmos que os mesmos sejam perfeitos. É na luta e no esforço pela meritocracia que devemos depositar a confiança de se construir um país melhor. Ir às urnas é exigir que os políticos, a máquina do Estado, o Governo no poder, se esforce em prestar serviços de qualidade à população. Por isso, é burrice de muita gente ver na eleição ou no direito de votar um simples instrumento político para pôr no poder quem amamos e tirar quem odiamos.

Eleição ou voto serve também para resolvermos os problemas da sociedade. Para quem nesse caso estiver incumbido na solução desses problemas poder se esforçar cada vez mais. Todos, até os idiotas como Luaty Beirão, deveriam saber isso. Ninguém deveria votar contra o MPLA simplesmente porque se quer tirar o MPLA, mas porque precisamos que os políticos, todos eles se esforcem para solucionar os problemas que temos.

É tão importante e comovedor o que diz Luaty Beirão!? Cada um sabe o que tem que fazer no dia 23 de agosto. A assembleia é para pessoas inteligentes, os idiotas que se retirem.

Nelo de Carvalho


0

DECEPÇÃO DE RIQUINHO É A DECEPÇÃO DE UMA VÍBORA QUE EXPELE A PRESA: NÃO VALE NADA



Depois do Riquinho, quem será o próximo a denunciar o MPLA?

A verdade diz que o MPLA não precisa ser denunciado, todo mundo sabe do que esse partido representa na vida dos Angolanos: corrupção, incompetência, desgraça, fome e guerras.

Quando se trata de se saber e conhecer o MPLA, este partido é um produto comum que pertence ao Mundo Mineral, todos sabemos como funcionam as coisas no MPLA.


Uma partido que conseguiu fazer da crença ao mesmo uma religião, em que se adoram bandidos e oportunistas no poder.

Riquinho, o empresário do MPLA que ajudou a transformar esse partido no que hoje é, não é a única boca de fossa que exala imundice já conhecida desse partido. Se o que Riquinho diz fosse novidade, como um bom empreendedor, estaria lucrando com a informação que agora usa para desfazer práticas que ele igualmente protagonizou no ninho infestado chamado de MPLA.

Quer se redimir, ajude a desenganar os milhares de jovens que ajudou iludir no passado, é o mínimo que agora pode fazer.

Estar decepcionado com o MPLA a essa altura, é o mesmo que a jiboia querer expelir a presa depois que a mesma já foi engolida.

Nelo de Carvalho




0

A Lei é a Lei


A lei é a lei, e ela é tão cruel que diante das "leis"

todos morrem, todos envelhecem, todos cometem erros.

A lei é tão cruel, que com o tempo, todos se transformam em babacas. Rodos se transformam numa horda de gagas ruminantes, caducos e ultrapassados.

A lei é cruel, ao ponto de transformar o MPLA num partido de corruptos.

A lei aqui invocada é em termos Lato Sensu, está incluída aquela que
ajuda a cair uma maçã da árvore.

Nelo de Carvalho


1

QUANDO A ESQUERDA BRASILEIRA UM DIA ENCONTRAR O CAMINHO DA LUTA, VAI VENCER



No Brasil, um bando de bunda mole chamado de MBL (Movimento Brasil Livre) derrubou a Esquerda no poder, a ineficiência e a incompetência desta provou a que veio a mesma no Mundo.

Uma esquerda incapaz de tudo, de um discurso, de um princípio e de uma convicção.

Enquanto na Venezuela declara-se o socialismo como o futuro da humanidade, no Brasil, a palavra -até entre os esquerdistas- transformou-se numa ofensa.

No Brasil, a Esquerda sempre teve fama de fracassada, de traidora e incompetente. A história do Brasil segue uma tradição, do fracasso e dos traidores.

Num país com sérias dificuldades culturais, engolida pela desinformação criada nos tempos da Guerra Fria, a Esquerda Brasileira e seus intelectuais -muitas vezes mal informados- são uma verdadeira caixa de ressonância das mentiras e calunias que o anticomunismo soube construir para diabolizar os pobres e quem defende estes.

Costuma-se dizer que ter a Esquerda Brasileira como amiga é melhor ter a Direita como inimiga. Daquela o que vem é sempre a decepção, enquanto desta última sai a esperança de se lutar contra as injustiças sociais.

Nelo de Carvalho



0

NA EXIBIÇÃO DOS FAZEDORES DE MEDIOCRIDADES QUEM MELHOR APARECER SERÁ PROMOVIDO



Você corrompe todo mundo precisamente quando sequestra a cultura nacional.

Para nós aqui, a cultura nacional sempre foi a cultura da bajulação, uma cultura dependente do suborno dos corruptos.

A cultura que sempre viveu das costelas podre de um Estado moribundo, saqueador da riqueza nacional.

Cultura, e que cultura, a mesma que ajudou a promover misses prostitutas.

A cultura que promoveu ou promove o homossexualismo.

A mesma cultura que transformou uma jovem como a Jéssica Pit Bull numa mulher vulgar. Essa é na verdade a cultura do MPLA: vulgaridade, corrupção, prostituição e agora também homossexualismo. A mesma cultura de um partido corrupto, que contrata o batedor de mulheres Koffi Olomide.

E que cultura!?

A cultura que só dá fama a escritores com origem caucasiana. Os pretos escritores da sanzala, mesmo quando bons, são ignorados.

Uma elite corrompida só precisa dessa cultura para continuar a enganar e explorar os pobres. Isso é se fosse além Angola. Agora, imagine em território nacional: quando a elite canalha e vagabunda se aproxima a esse tipo de cultura é porque vem mais maldades por aí.

Não é o roubo, a prostituição e a série de enganos. É porque também querem transformar todo mundo em bichos.

De bicho para bicho, o cão farejador e bajulador é o primeiro.

Nelo de Carvalho


0

Quem sabe fala e convence

Dizer que Kim Jong-Un é um loco é ignorância de gente que conhece pouco ou nada os comunistas. Um louco não governaria um país tão organizado e coeso como a Coreia.

O site abaixo retrata a opinião de quem conhece o adversário político, com experiência e conhecimento sabe quem é quem nesta guerra das Coreias.


http://www.bbc.com/portuguese/internacional-40904122?ocid=socialflow_facebook