sexta-feira, 2 de março de 2012

Semba Comunicação: Oportunismo e Incompetência

A desgraça do Semba Comunicação e do Grupo de Revitalização ( GRECIA) só não é maior precisamente porque estas duas instituições, criadas para alimentarem ambições de gente oportunistas e incompetentes, têm como donos os filhos do próprio Presidente da República e as amizades privilegiadas que rodeiam esta família de corruptos e larápios. Que como já se sabe depois disso continuarão a receber todo tipo de proteção. Ou, ainda, existirá uma tentativa de se dar a entender que tudo não passou de eventos de pequenos percursos a serem superados por esta turma de "empreendedores", que muitas vezes são defendidos pelos bufões de plantão, como os herdeiros que nasceram com genes predispostos para serem empreendedores de êxitos.



Por uma questão sentimentalista e o descuido que esta gente tem com a própria dignidade, a deles, dá pena ver o fracasso desta turma de privilegiados. O descuido com aquele atributo da personalidade humana, talvez, seja um produto da presunção e da arrogância que caracteriza esta gente, quando se dão por conta que têm uma posição privilegiada diante da esmagadora maioria dos angolanos, os governados e os administrados desse país; o destino fez dos angolanos meros espectadores incessíveis incapazes de se comoverem diante de todas as trapalhadas do Executivo Angolano. Não é para menos, quem é que vai se dar o trabalho moral ou criminal de censurar ou punir, respectivamente, uma administração governamental a prova de todo tipo de impunidade? São criminosos que venceram na vida, a cada crime cometido ao longo destes vinte anos ou mais foi compensado com os resultados que vemos aí: o silêncio de uma sociedade, presenciando desmandos e todo tipo de falcatruas, e impotente para lutar contra as mesmas. É neste terreno que certos projetos, como o Semba Comunicação e o GRECIA vingam sem a mais mínima fiscalização da sociedade civil.





A sucessão de fracassos da família Dos Santos ( o Presidente) é evidência ocultada como cadáver ( a coisa ou o bem vítima do crime) por uma turma de gente covarde, que a única gloria com que contam e não param de narrar a mesma é a de se vangloriarem-se por lutarem contra o colonialismo português e da derrubarem a turma de assassinos que acompanhavam Jonas Savimbi.


Dos Santos e a Família são os maiores crimes que o MPLA, traiçoeiramente, tem cometido contra os angolanos. A história do MPLA e de qualquer partido pode ser a historia de êxitos e fracassos acompanhados por erros. Mas nos últimos vinte anos esta história ( a do MPLA) passou a ser sucessivamente uma história de crimes contra a Pátria e os Angolanos. É claro, faço recordar, que crimes e erros são dois conceitos que não se confundem nunca e é bem possível que nem existem semelhanças entre eles. Num erro, o resultado deste deverá, sempre, ser corrigido com humildade.


Nos crimes, a persistência nos atos que lhe dão a atribuição criminosa é executada com obsessão, fanfarronice, arrogância e todo tipo de prepotência. É só basta recordamos a trajetória delirante e maluca de Tchizé Pegó dos Santos. Esta filha de uma das ex-namorada ou amante do Presidente veio ao mundo como menina sonhadora que deveria e podia ter direito a tudo, inclusive dona de uma Televisão Pública em Angola ( vejam que não existem erros nem ironias, é precisamente isso: “Dona de uma TPA”) que mal ou bem conseguiu ser. Saindo de uma adolescência com direito a tudo, que lhe deu direito a ter um casamento milionário, já era tida como empreendedora de êxito mesmo sem ter empreendimento nenhum.


Foi eleita como Deputada de maneira fantasma, da noite para o dia, desacreditando e pondo em cheque a reputação do Presidente da República, do regime ou do sistema em geral, assim como a do próprio MPLA; que para muitos, a partir desta situação descarada de nepotismo e tráfico de influência, deixou de ser um partido sério, igualando-se a todo lixo que a política angolana vem produzindo. E como deputada fracassou, foi uma vergonha sem medida, que até hoje pela imprensa protetora e Estatal que temos ficamos sem saber da posição da mesma naquela Assembléia. Talvez, acondicionada só para receber a família do Presidente ou posarem na foto.


A história dos fracassos da família Presidencial pode ter ramificações também aqui no Brasil. Nós, como espectadores, simples mortais e emigrantes, vindo de um país em que a guerra e as doenças ceifavam milhares de pessoas por ano, nos apercebemos diretamente daquele empreendedorismo mentiroso, falso, que só mesmo retrata a família mais indigna e boçal que este pais, Angola, tem. Vamos direto ao assunto.


O Netinho de Paula, ex-pagodeiro, com origem humilde, negro, favelado e pobre; hoje animador de televisão, anos atrás “enfio-se” num projeto de criar uma Televisão para o público negro do Brasil. Os acionistas e proprietários deste projeto eram vários, entre eles, vinte e cinco por cento das ações deste canal de TV pertenciam a um grupo de angolanos. É claro que o projeto era um projeto milionário. O projeto ou a iniciativa empreendedora foi à falência mesmo antes de se ter começado, sabe-se que houve integralização de cem por cento do Capital Social. Vinte cinco por cento numa rede de TV que poderia ter abrangência nacional (recorde-se que o Brasil tem dimensões Continental) não é pouco dinheiro, talvez, seja dinheiro suficiente até mesmo para comprar toda a TPA ( Televisão Pública de Angola).


Pelo segredo de Estado a que nos habituaram o MPLA, sua imprensa Estatal protetora de corruptos e delinqüentes, e os tempos em que o Comunismo podia ser uma realidade em qualquer parte do mundo menos em Angola, nunca descobrimos quem são estes angolanos que participaram com vinte cinco por cento naquele projeto fracassado do pagodeiro paulista, outro fanfarrão, mulherengo, covarde, agressor de mulheres, hoje vereador da Câmara Municipal de São Paulo e vergonhosamente membro do Partido Comunista Brasileiro, partido no qual eu milito e me simpatizo, aqui no Brasil. Que vergonha! Já não se forjam comunistas como antes.

Nota:Este texto de desmascaramentos e denúncias pode continuar a qualquer momento.


Nelo de Carvalho
www.blogdonelodecarvalho.blogspot.com
www.facebook.com
nelo6@msn.com

Nenhum comentário: